(via wheelyx)

21 hours ago 2 September 2014, 0:31 14,687 notes Reblog
WELCOME TO OUR SHOW… A FREAK SHOW!

WELCOME TO OUR SHOW… A FREAK SHOW!

21 hours ago 2 September 2014, 0:19 2 notes Reblog

(Source: selfportraitmen, via mundodoshomens)

21 hours ago 2 September 2014, 0:06 109 notes Reblog

Garota Promíscua?

Decidi parar finalmente de contar coisas da minha vida, mas acho que esse tumblr perderia a graça sem histórias com um fundo de realidade, então começarei a contar histórias de algumas pessoas, as quais deixarei suas identidades bem trancadas, serão relatos rápidos e pouco inspiradores, mas a culpa não é minha se a vida real gosta de deixar brechas para as próximas cenas, narrarei a vida de amigos, parentes, amigos de amigos e/ou até mesmo histórias fictícias que fingirei serem reais, cabem á vocês acreditarem sim ou não em mim.

                                                                               ♡ SERIAL KILLER ♡

Essa garota deve ter no máximo um ano á mais do quê eu e acreditem ela nunca “gozou”, precisei de um bom tempo escultando suas narrativas de vida para ter certeza que essa afirmação era realmente real. Não que eu tenha sido um garanhão de muitas amantes, mas é incrível encontrar alguém mais velha do quê eu, mesmo que não seja muito, que tenha tido experiências sexuais e não tenha chegado ao clímax do prazer, com algum cara ou até consigo mesma. Irei chamá-la de Vanessa, e sim, esse é seu nome real, ela é aquele tipo de garota que passa e chama a atenção de todos, não sei se é por causa do seu sorriso largo repleto de simpatia ou daquele traseiro enorme, mas o problema de Vanessa não se caracteriza na aparência, o caso é mais complexo, para ela existe por aí um príncipe encantando que irá se adequar por completo na sua lista de coisas que se deve esperar em um cara, essa lista contem desde os velhos desejos femininos como ligar no dia seguinte, até coisas mais estranhas de se encontrar em alguém hoje em dia como dar um beijo de despedida na testa (porque isso significa respeito, de acordo com ela mesma).

Vanessa é o tipo de garota que acredita mesmo que só o homem tem liberdade de se soltar na hora do sexo, e a relação segue sem gemidos, sem sentir prazer total, com pouca diversificação de posições e por fim abandonando o cara antes dos finalmente, com gritos histéricos de “CHEGA”, o deixando chegar á consumação sozinho. Eu sinceramente não sei se transar com ela é um ganho ou uma roubada.

Mas sexo não é o único problema na cabeça da jovem, o fato é que por viver uma vida inteira marcada pelo respeito aos pais e grudada á um único homem, Vanessa nunca teve coragem de se soltar, acreditava que ter mais prazer lhe tornaria promíscua e por isso nunca quis tentar coisas novas, mas o destino lhe pregou um peça e um cara que foi apaixonado por ela á anos atrás ressurgiu inicialmente como um amigo e aos poucos foi tomando mais espaço, ele ligava todos os dias, á respeitava, cuidava dela nos momentos bons e ruins, aos poucos foi preenchendo espaços da lista que seu namorado de longa data deixou de preencher ou nunca preencheu e assim os hormônios e o desejo de experimentar coisas novas fizeram com que a pobre garota se entregasse á um cara do qual eu não sabia se amava ou desejava.

Assim se passou um ano de encontros ás cegas e traições desvairadas, tanto da parte dela como da parte dele, o caso que o quê era apenas sexo foi virando paixão e aos poucos Vanessa via o amante como o companheiro principal e ia deixando o relacionamento “real” ás moscas, foi então que o ciume entrou na jogada e ambos passaram a sentir ciumes dos relacionamentos “reais” um do outro, não era permitido mais tocar, abraçar e beijar o namorado(a), a situação complicava quando os quatro amigos se encontravam em algum local ou festa.

Foi em um desses encontros malucos que Vanessa iniciou a situação dramática que vive hoje, enquanto pensava que tudo aquilo tinha chegado á um ponto crucial, ela calcula em contas mentais o nível e a porcentagem de amor que sentia por um cada um deles, mas era certo de que tinha que abrir mão de um, ela olhava para o amante sorrindo do quê a namorada contava e mesmo assim parecendo não entender nada do assunto tratado e no minuto seguindo olhava para seu o namorado olhando pro celular com um cara de furioso e escrevendo rápido no teclado, ela “amava” o jeito dos dois. 

E ela ainda “ama” os dois, e é tão difícil entender e separar o amor do desejo quando não se sabe ao certo o quê cada sentimento significa, ela vê amor onde há apenas carinho, vê amor onde há apenas fogo e vê amor onde há um sentimento nobre, ela só precisa caracterizar cada um desses sentimentos com nomes diferentes por que pra mim nenhum deles é amor, pra mim existem aí amizade, cumplicidade e tara.

Mas enfim caros amigos, preciso acabar este texto por aqui, acabo de receber uma mensagem de Vanessa e parece que ela está grávida, só espero que ela saiba quem é o pai, vamos rezar pra que seja um alarme falso, não é? 

E se eu já estava cansando de ouvi-la se auto intitulando promíscua, imagine agora que o mundo todo saberá que nem ela sabe quem o verdadeiro pai, que se preparem as estruturas.

1 day ago 1 September 2014, 2:29 Reblog

(Source: G-A-N-G-S-T-E-R, via dixie-in-love)

1 day ago 1 September 2014, 1:20 34,723 notes Reblog

(via yelled)

3 days ago 30 August 2014, 0:20 275,773 notes Reblog

(Source: hiding--pain, via lost-inthe-paradise)

2 months ago 11 June 2014, 22:48 7,409 notes Reblog

(Source: itcuddles, via life-gay)

2 months ago 6 June 2014, 13:42 67,165 notes Reblog

(via n-a-z-i-s-m-o)

3 months ago 16 May 2014, 21:58 6,741 notes Reblog

(Source: kittypackards, via n-a-z-i-s-m-o)

3 months ago 16 May 2014, 21:57 18,345 notes Reblog

(Source: , via wefallfromgrace)

3 months ago 16 May 2014, 21:54 31 notes Reblog
 

 

(Source: lunalovelight)

3 months ago 16 May 2014, 21:54 64,631 notes Reblog

(Source: savemeplease-you, via wefallfromgrace)

3 months ago 16 May 2014, 13:43 722 notes Reblog

(via wefallfromgrace)

3 months ago 16 May 2014, 13:35 6,858 notes Reblog

Os mais polêmicos casos de histeria coletiva da história

Conhecida no meio científico como doença psicogênica de massa, as histerias coletivas são raras, mas podem acontecer. Os surtos surgem, normalmente, sem qualquer explicação ou ligados a um fato que as pessoas julgam como verdadeiro, que teria poder para desencadear doenças ou pânico e que se espalha a grupos de pessoas.

Os indivíduos “contaminados”, inacreditavelmente, apresentam sintomas físicos, sofrem perturbações, entre outras reações semelhantes, como uma espécie de solidariedade inconsciente.

1. Tanzânia

Parece mentira, mas o fato é que uma piada contada dentro de uma colégio interno, na Tanzânia, resultou em uma crise coletiva de risos em várias regiões de Tanganyika. Conforme registros, o fato ocorreu em 1962, e só terminou 18 meses depois de ter começado.

Dizem que os alunos do lugar começaram a rir descontroladamente depois que ouviram a piada e a histeria começou, passando pelos pais e aos demais moradores das proximidades. As risadas causaram diversos sintomas além do riso incontrolável, como dores, desmaios, problemas respiratórios, erupções cutâneas e até ataques de choro.

2. Brasil

 

Esse caso de histeria aconteceu em São Paulo, em uma sala de cinema do cine Oberdan, em abril de 1938. Mais de 30 pessoas foram mortas e dezenas de outras foram pisoteadas na pressa de sair da sala. O pânico coletivo começou ao gritarem que o local estava em chamas.

Não havia qualquer sinal de fumaça no lugar. Acredita-se que tudo tenha começado quando uma pessoa gritou ao ver a cena, no filme que estava sendo transmitido, em que dois aviões colidiram.

A versão da polícia, no entanto, foi um pouco diferente. No relatório oficial da ocorrência, está especificado que uma criança, com dor de barriga, tentou clarear o banheiro com jornais em chamas (que havia encontrado), uma vez que o local estava completamente escuro. Um espectador teria conseguido ver as chamas pela porta entreaberta e, não entendo a origem daquilo, gritou que via fogo.

3. Índia

Em 2006 a Índia viveu um caso que até hoje ninguém conseguiu explicar. Um belo dia, as pessoas começaram a dizer (sem qualquer origem razoável do boato) que o rio Mahim Creek, de águas salgadas e extremamente poluído, tinha ficado doce e bom para o consumo. As autoridades tentaram de todas as formas alertas as pessoas para que não usassem a água, mas muita gente já tinha enchido suas garrafas e as armazenado em casa.

Mas no dia seguinte, como que por um passe de mágica, aqueles que acreditavam no boato diziam que as águas haviam se tornado salgadas novamente. Não há informações sobre os danos causados após o episódio.

4. Estados Unidos

Esse caso aconteceu em uma fábrica de tecidos, em 1962, e deixou inúmeros funcionários com sintomas físicos. Isso porque um boato, nesse local, surgiu e dizia que o galpão estava infestado por insetos que transmitiam um tipo de vírus muito resistente.

Os trabalhadores sentiam náuseas, tonturas, sonolência e até vomitavam. No entanto, nunca foi encontrada qualquer evidência de que estes insetos existiram realmente, nem mesmo mordidas nos corpos dos indivíduos infectados.

5. Estados Unidos

Esse é um episódio histórico de histeria coletiva e que, novamente, ocorreu nos Estados Unidos. Empolgada com o alcance e a influência do rádio, a emissora Columbia Broadcasting System resolveu testar esse poder e, em 1938, fez uma adaptação da peça A Guerra dos Mundos para a programação ao vivo da frequência.

Acontece que a rádio não havia avisado que tudo se tratava da leitura do roteiro e muita gente entrou em pânico, achando que uma guerra realmente havia estourado. Milhares de pessoas tomaram as ruas de cidades como Nova York e Nova Jersey, em pânico com o suposto conflito. A polícia levou horas para acabar com a confusão, que virou noticiário em todo o mundo.

6. Índia

Outro caso que a Índia vivenciou aconteceu em 2001 e estava relacionado à existência de um suposto “homem-macaco”, que atacava as pessoas durante a noite. Dezenas de pessoas afirmavam ter visto a tal criatura, metade homem e metade macaco; e o pânico tomou conta de grande parte do país.

Nenhuma evidência sobre o bicho foi comprovada, mas três vítimas foram registradas. Outras 15 pessoas ficaram gravemente feridas depois de tentarem escapar pela janela, ao julgarem ter visto a criatura em seus quartos.

7. França

Em 2010, um parisiense se levantou nu, no meio da noite, para esquentar a mamadeira de seu filho e foi confundido pela esposa com o diabo. Ela começou a gritar, em pânico, por socorro dizendo que se tratava da criatura maligna.

A irmã do homem acordou com os gritos e feriu a mão do próprio irmão com uma faca. Outras 10 pessoas da família expulsaram o rapaz da casa e o mais impressionante é que nenhum deles reconheceu o indivíduo.

Como o homem tentou voltar para o apartamento, as pessoas começaram a pular pela janela tentando fugir do suposto demônio. Várias delas se machucaram e o bebê de quatro meses morreu. A polícia não encontrou droga ou qualquer evidência de cultos religiosos ou obscuros no apartamento.

8. Austrália

No Aeroporto de Melburne, o desmaio de uma funcionária na escada rolante foi o suficiente para desencadear um estado coletivo de pânico. As pessoas confundiram o surto da mulher com um suposto atentado terrorista e até o ar condicionado do aeroporto foi desligado para evitar que o “gás” se espalhasse.

Mais de 50 pessoas foram hospitalizadas com sintomas semelhantes ao da funcionária (que na verdade tinha sofrido apenas um mal súbito). Nenhuma evidência de atentado jamais foi encontrada no local.

9. Brasil

No interior do Ceará, no ano de 2010, os alunos de uma escola ficaram em pânico e as aulas chegaram a ser interrompidas devido a um suposto fantasma. Quase 20 crianças disseram ter visto o espírito e entraram em uma espécie de transe.

Psicólogos, parapsicólogos e um padre foram chamados para conversar com os alunos e explicar o que estava acontecendo. Mesmo com a ajuda dos profissionais, os casos de desmaios e sintomas semelhantes a convulsões só aumentaram e a escola precisou ficar fechada por um tempo.

10. França

Esse é antigo, mas não menos impressionante. Em 1518, na cidade de Estrasburgo, uma moradora começou a dançar na rua, sem que qualquer m´sica estivesse tocando. Em uma semana, 34 novos casos do suposto surto de dança já haviam sido registrados.

Em menos de um mês, mais de 400 pessoas já haviam sido “contaminados” pelos passos fervorosos que havia desencadeado a histeria. A maioria das pessoas que começou a dançar na rua acabou morrendo de exaustão, ataques cardíacos ou derrames.

Fonte: Fatos Desconhecidos

3 months ago 11 May 2014, 22:46 Reblog